A Cirúrgia Bariátrica e a Responsabilidade do Paciente

A vida da pessoa com obesidade pode ser muito difícil, principalmente porque ainda hoje existem pessoas que não compreendem a obesidade como uma doença. E porquê é uma doença?

Se ingerirmos calorias além do que necessitamos, nosso organismo entende que é necessário armazenar essa energia e esse excesso se transforma em gordura e glicose (açúcar) no organismo. A obesidade é justamente esse excesso de gordura que traz outras doenças ao indivíduo, como por ex. doenças cardiológicas, hipertensão, diabetes, problemas ósseos dentre outros

O diagnóstico da obesidade é obtido através do cálculo do IMC que é o índice de massa corpórea, é possível identificar qual o grau de obesidade e as complicações trazidas por esse excesso de peso.

IMC 30
Obesidade
Grau I

IMC 35
Obesidade Severa
Grau II

IMC 40
Obesidade Mórbida
Grau III

A responsabilidade do paciente está em perceber as mudanças corporais, o surgimento de problemas de saúde, se a obesidade causa limitações gerando dificuldades para andar, para realizar exercícios físicos, sair de casa, encontrar roupas do seu tamanho etc. Quando isso acontece, na maioria das vezes instalam-se modos de agir diferentes de como o indivíduo estava habituado a ser, como: insegurança, vergonha, medo, baixa autoestima, problemas conjugais e sociais. Essas pessoas passam a se isolar do mundo, o que gera angustia e ansiedade, e consequentemente o desejo de comer aumenta

Quando essa situação se instala, encontrar um caminho que possa melhorar essa questão não é tão fácil, pois o indivíduo obeso vem aumentando de peso a anos, e essa alteração não está somente ligada ao ato de comer, existem muitas outras questões inseridas, pois a obesidade tem origem multifatorial, envolvendo os fatores ambientais, socioeconômicos, metabólicos, genéticos e culturais. É importante levar em conta o estilo de vida do indivíduo e que este, possa estar envolvido genuinamente, compreender o que o levou ao aumento de peso e como será efetivado a mudança de hábitos, que envolve o modo como se alimenta e a inserção de exercícios físicos na sua vida, bem como realizar a psicoterapia para descobrir as questões emocionais envolvidas nesse processo e que o levaram a comer de maneira exagerada.

A cirurgia bariátrica surge como uma ferramenta para auxiliar na perda de peso rápida, mas, o sucesso da cirurgia dependerá exclusivamente do paciente em adotar hábitos alimentares e estilo de vida saudáveis.

#consultapsicologica #terapia #psicoterapia #psicanalise #terapianobrooklin #brooklinsp #psicoterapia #psicanalise #cirurgiabariatrica

Por Maristela Silva
Psicóloga - CRP 06/100464
Especialista em Transtornos alimentares e obesidade e formanda em Psicanálise

maristela.silvabs@gmail.com
(11) 99245-4687