Avaliação Psicológica para Cirurgia Bariátrica

Trata-se de um processo técnico cientifico

Acontece em um número de sessões pré-definidas, normalmente de 6 a 8 sessões. Inicia se com a aplicação de uma entrevista semi-dirigida visando colher o máximo de informações e podendo haver a aplicação de testes psicológicos, ao final do processo um documento designado de laudo será entregue ao paciente para que junto com seu médico avalie o melhor momento para a realização da cirurgia bariátrica.

A obesidade é considerada uma doença crônica e multifatorial, o que significa que existem diversas causas que podem favorecer o aparecimento da obesidade, podemos citar o modo como o individuo se alimenta, a dinâmica familiar, a falta de exercícios físicos além de questões emocionais dentre outras.

O que determina o grau de obesidade e a possibilidade da cirurgia é o IMC (Índice de massa corporal). Com um IMC acima de 35 kl/ m² a pessoa é considerada obesa, o que ainda não é um indicativo de cirurgia, porém, se esse individuo possui comorbidades associadas como, hipertensão arterial, diabetes, doenças coronarianas, problemas ósseos, dentre outros a cirurgia é indicada.

Quando o IMC está acima de 40 kl/ m² havendo ou não comorbidades é um indicativo de cirurgia bariátrica. O tratamento da obesidade é multidisciplinar, portanto o paciente precisa ser acompanhado por alguns especialistas e dentre eles, o psicólogo, que realizará a avaliação psicológica, um processo técnico onde o profissional fará um levantamento psicossocial, com a aplicação de uma entrevista semi dirigida, minuciosa, onde será indispensável compreender quais são as expectativas em relação à operação, além das alterações no estilo de vida, motivos que o levaram a realizar a cirurgia, entender se o paciente está preparado e principalmente se compreendeu sobre todas as alterações que ocorrerão em sua vida e se poderá colocá-las em prática.

É preciso avaliar as questões emocionais e problemas psiquiátricos graves, uma vez que são impeditivos para realização da cirurgia.

Dentre os principais problemas psiquiátricos, podemos citar os seguintes:
  • Dependência de substâncias químicas
  • Transtornos alimentares
  • Transtornos psicóticos
  • Depressão
  • Ideação suicida
  • Rebaixamento intelectual (qualquer nível)

Outro fator que merece especial atenção é a compulsão alimentar (binge eating), caracterizado pelo ato de comer grande quantidade de alimento num período curto de tempo e acompanhado da perda de controle em relação ao ato de parar de comer. Para pacientes que descrevem esse comportamento alimentar é indicado que realize a terapia psicológica para extinção ou redução significativa da compulsão. Se não for tratada a probabilidade de que o problema retorne após a realização da cirurgia é grande, o que traria dificuldades no que tange as mudanças na forma de se alimentar, uma vez que a mudança na maneira de comer é obrigatória para pacientes que desejam realizar o procedimento.

A aplicação de testes psicológicos serve para complementar todo o levantamento de informações realizado na entrevista clínica e é de extrema importância, pois confere uma dimensão objetiva em relação ao estado psicológico do candidato.

A avaliação psicológica tem muitos objetivos e seguramente um deles é proporcionar a compreensão das mudanças necessárias em relação ao período pós-operatório do paciente bariátrico, aumentando assim as chances de sucesso na operação. Outro fato importante é que o paciente poderá procurar o psicólogo sempre que sentir necessidade, não somente para as questões decorrentes do tratamento, mas para futuras demandas que surgirem.

A avaliação psicológica, portanto, não é algo impeditivo para o procedimento cirúrgico, pelo contrário, traz a tona prioridades que precisam ser tratadas com especial atenção para que no futuro não haja percalços decorrentes da falta de informação ou orientação para a realização da cirurgia bariátrica e para que os pacientes tenham segurança na tomada de decisões em relação ao processo, seja ele de realização imediata ou futura.

maristela.silvabs@gmail.com
(11) 99245-4687