Como Realizo a Primeira Sessão de Psicoterapia com o Paciente

A primeira sessão é considerada uma entrevista, é o momento no qual busco informações sobre a demanda do paciente, sobre o que exatamente ele (a) quer dizer, então, abro espaço para que fale sobre sua necessidade, o que o levou a buscar a terapia.

Nesse instante o paciente traz muitas informações, pode ser uma questão específica ou um conjunto de situações que trazem dúvidas, conflitos e muitas vezes uma sensação de angustia. Sempre acolho o paciente nesse momento, pois entendo que a situação é difícil, o falar pode ser complicado no começo, mas traz alivio depois. Nessa hora as questões mais profundas não são trazidas à tona, o conteúdo que chega está mais voltado ao cotidiano, ou seja, aquilo que está consciente e com o passar das sessões, semanas, meses é possível nos aprofundarmos mais sobre aquilo que está no inconsciente e que o paciente ainda não conhece.

Mas voltando à primeira sessão, procuro compreender como o problema trazido está interferindo em sua vida, que pode ser; no relacionamento conjugal, na família, no trabalho, no meio social, e em qual dessas áreas o conflito está presente. Utilizo de técnicas para compreender o que realmente está incomodando, o deixando insatisfeito ou até deteriorando a vida daquele indivíduo, portanto é necessário que tudo seja encarado da forma mais honesta possível. Afinal, o espaço da terapia é para o paciente, para que possa falar sobre suas emoções e sentimentos sem medo e sem julgamentos.

É possível elaborar uma hipótese, mas, uma compreensão mais clara aparecerá no decorrer das sessões.

Também é um momento em que o paciente pode fazer perguntas, tirar dúvidas e minimamente, digo minimamente porque estamos falando da primeira sessão, compreender o que lhe aflige.

O nervosismo pode estar presente nessa hora e tantos outros sentimentos, mas tenha certeza que se conhecer melhor lhe permitirá expandir suas possibilidades.

Ao final da sessão informo sobre as perspectivas da terapia e seus benefícios, para desmistificar um pouco sobre possíveis ideias errôneas e expectativas incoerentes, como por exemplo, imaginar que a terapia pode sanar os conflitos ou curar problemas psicológicos e/ou psiquiátricos em uma semana, ou um mês. A psicoterapia é um processo gradativo de autoconhecimento, construção e também de desconstrução.

Converse abertamente com esse profissional e descubra todas as possibilidades que a psicoterapia pode trazer.

Um abraço!

Por Maristela Silva
Psicóloga - CRP 06/100464
Especialista em Transtornos alimentares e obesidade e formanda em Psicanálise

maristela.silvabs@gmail.com
(11) 99245-4687